1 day ago 0 notes • reblog
“Virei uma rosa. Uma rosa sem vida própria. Cada pétala que carrego esta sendo arrancada de mim. Somente umedeço. O sol não se ergue mais em meu horizonte. Os frutos de minhas vizinhas nascem e morrem, enquanto as minhas pétalas somente morrem. Estou perdendo o foco. Estou perdendo a minha luz. Perdi a minha reserva de carinho. Meu jardineiro foi embora. Você se foi.”
Augusto Soares. (via expurgar)

“E antes de tudo acabar, eu tentei fazer dar certo. Mas quando não é pra acontecer, os temporais são constantes.”
Nova York, 1983.     (via sintoso)




“Fui com sua cara. Mas estou voltando pra devolver.”
Tati Bernardi.  (via triste-poeta)

“Mas o amor, o amor mesmo, o amor maduro, o amor bonito, o amor real, o amor sereno, o amor de verdade não é montanha-russa, não é perseguição, não é telefone desligado na cara, não é uma noite, não é espera. O amor é chegada. É encontro. É dia e noite. É dormir de conchinha. É acordar e fazer um carinho de bom dia.”
Clarissa Corrêa.   (via florescerem)


1 day ago594 notesviasourcereblog

Sou livre para o silêncio das formas e das cores.
Só quem está em estado de palavra pode enxergar as coisas sem feitio.
A poesia não existe para comunicar, mas para comungar.
A palavra é o nascedouro que acaba compondo a gente.

Manoel de Barros



“Palavras ditas da boca pra fora,
Sentimentos guardados da boca pra dentro.”
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)

“E eles têm razão
Quando vêm dizer
Que eu não sei medir
Nem tempo e nem medo”
— Los Hermanos (via mais-oxitocina)


“Se eu ligar, atende. Se eu mandar mensagem, responde. Mas se eu não procurar, é como se eu não existisse.”
Marcello Henrique. (via sou-inseguro)

>THEME